sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Encontro marcado

 Todos os dias, temos encontro marcado!
São dez horas da manhã e eu corro para o café. Estou atrasada, pois sei que já lá estás! Todos os dias, às 9h 45. Sem Falta!
Sei que estás na mesa do costume, a que fica ao canto da sala. Eu entro e tu não reparas. Nunca reparas em mim. Como habitualmente, estás a beber um café acompanhado por um pastel de nata e a ler o jornal.
Sei de cor a tua rotina.... Sei de cor os teus gestos e palavras, as tuas vestes... E tu? Será que reparas em mim? Será que sabes que perfume uso? Não. Sei que não. Mas também não me importo. Não quero perder esta nossa rotina matinal. Não quero descobrir que não correspondes à imagem que tenho de ti! Não quero perder-te!
Sim, eu imaginei-te. Imaginei que és um conceituado escritor (deduzi porque, depois de leres o jornal, abres o portátil e te entretens a escrever), um filantropo, que não liga às aparências, que o único desejo é escrever, que vive num T0 .... que, por vezes, viaja para enriquecer os seus livros, mas que volta sempre ao sítio do costume.
Neste meu sonhar acordado, nem me apercebo que o empregado chega ao pé de mim e pergunta se está tudo bem ? Olho para ele, mas não respondo. E ele insisti e pergunta se quero o costume? Digo que sim e agradeço!
Enquanto aguardo o meu café com leite e a minha torrada, não tiro os olhos de ti! Todos os empregados do café já sabem desta minha obsessão. Só tu não. Sabem que há 12 meses que me sento na mesa à tua frente e fico a olhar para ti... horas sem fim... Até que chega a hora de ir para a loja... E lá te deixo eu, sentado, à espera que repares em mim e que me cumprimentes com um aceno de cabeça... E tu não reparas!
Sigo o meu caminho, desejando que o dia passe depressa, que a noite não se demore! Que chegue a manhã e que à hora marcada te encontre no café.
Abro as portas da loja, entro, acendo a luz e faço tudo automaticamente... Estou tão distraída que não reparo na sombra que entrou na loja. Levanto a cabeça e.... Não consigo falar ... Não consigo articular qualquer palavra... E vejo-te... Estás à minha frente, a sorrir e dizes: Amanhã, à mesma hora no café? Convido-a a sentar-se na minha mesa!
E saiu ... e eu fiquei estupefacta ...Com encontro marcado, à hora do costume!

E por aqui me fico!
Fiquem Bem!


16 comentários:

  1. Uau! Que lindo e valeu insistir e esperar...Adorei o final! bjs, lindo fds! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Chica! Ainda bem que gostou! Beijinhos e bom domingo. Serena

      Eliminar
  2. E que tal se desses o primeiro passo? Eu também funciono assim, no campo amoroso tenho enorme dificuldades em tomar a iniciativa...

    Um beijo e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Jorge! Às vezes, somos demasiado complicados para tomarmos a iniciativa. Temos medo do julgamento dos outros! Beijinhos e bom domingo. Serena

      Eliminar
  3. Bom dia, sua criatividade é enorme, criou um texto perfeito, mas no fim, o mais criativo foi o homem do café e do pastel de nata.
    Bom fim de semana, até segunda feira no café na hora do costumo.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia AG! Fico feliz por ter gostado do meu pequeno texto! Seja bem-vindo a este meu cantinho! Beijinhos e bom domingo! Serena

      Eliminar
  4. E eu fiquei estupefacto com este conto delicioso. Um conto onde cada palavra me deixa ansioso pela próxima. Um conto onde até me sinto, também, como que a fazer parte dele.
    Gostei, Serena. Uma escrita que seduz o prazer da leitura!! Parabéns.
    bj...nho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Sérgio! Sempre gentil! Fico feliz que tenha gostado! Beijinhos Serena

      Eliminar
  5. Afinal ele também estava de olho... discreto mas conciso. Excelente conto.
    Fez-me lembrar algo que escrevi em 2013, num outro blog de devaneios...

    http://palavrasaoabandono.blogspot.pt/search?updated-max=2013-05-10T14:30:00%2B01:00&max-results=3&start=6&by-date=false

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lírio Selvagem, acabei de ler o teu conto! Adoro! Efectivamente é muito parecido com o meu! E o tal caderno de histórias ? Sempre chegou a fazê-lo? .... Beijinhos Serena

      Eliminar
  6. ...adorei! adorei! adorei...
    Quero mais... ficava a ler a continuação pela noite dentro...vá lá...sim continuas??
    Não fiques por aqui...Ele vai estar no café, eu sei que vai, e ela timidamente vai trocar de mesa...e....
    Continuaaaa :)

    Beijo n´oteudoceolhar *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria! Muito obrigada. Fico tão feliz por teres gostado. Vou continuar... também estou curiosa para saber até onde a história me vai levar! Beijinhos

      Eliminar
  7. Persistência normalmente funciona :) Que texto bonito. Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Respostas
    1. Boa noite! Para si também! Beijinhos Serena

      Eliminar